sexta-feira, 30 de abril de 2010

Rural Willys 1964 ...


Rural Willys 1964.
Reparem no retrovisor sobre o paralama, acessório muito utilizado nos primeiros anos da década de sessenta, inclusive nas Rural.
Foto enviada pelo Cláudio Dalla Marta.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Officina Chevrolet em 1934 ...


Officina Chevrolet Paulo Soares & Cia.
Mais que isso, devia ser também agência Chevrolet.
Tudo nesse ambiente me encanta: desde o próprio prédio aos letreiros, passando pela placa "CHEVROLET", os mostruários dentro da loja e claro, a bomba de gasolina na calçada.
A foto foi enviada pelo Du Oliveira -Irmão do Décio- e é em Itapetiniga-SP em 1934.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Réplica Ford 1896 - Gabriel Morais ...

A"réplica" Ford 1896 junto ao Ford Landau 1977.
Caro leitor, agora você terá a oportunidade de conhecer uma "réplica" de um Ford 1896!
É esse o primeiro automóvel montado por Henry Ford.
O pitoresco é que a Ford foi fundada apenas em 1903, ou seja, esse "calhambeque" nos remete à um Ford de sete anos antes do primeiro Ford!
Vendo hoje com a distância histórica, parece até ingenuidade.
Porém, passeava muito pelas cidades de Brazópolis, Itajubá e Pouso Alegre divertindo muita gente e fazendo sucesso entre as crianças, como se vê nas fotos. Esse "Ford" fez presença inclusive em muitos encontros durantes os anos setenta e oitenta.
Seu criador é o Gabriel Morais: os frequentadores do antigomobilismo de décadas atrás o conhecerão por "Primo!".
Durante toda a vida mexeu com os fordinhos e ainda hoje tem os seus.
-Salvou, reconstruiu e como se vê nessas fotos, até criou fordinhos.
É ele quem aparece ao "volante" nessas fotos de 1978 enviadas pelo Bruno Silva Noronha.
Essas fotos foram restauradas digitalmente pelo fotógrafo Paulo Sallorenzo.
Esse Ford 1929 em 1979 também foi dele.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Alfa Romeo P3 Grand Prix do Roberto Lee ...

Na postagem de ontem, coloquei uma fotografia da fachada externa da nova concessionária Alfa Romeo em Petrópolis-RJ, a "Mário Olivetti Veículos S.A.".

Me chamou a atenção a presença de um monoposto de corrida dentro da vitrine da loja em inauguração. Displicentemente, eu ainda disse que não sabia qual era ela... Instantes depois, recebo o e-mail do Pedro Henrique Baleiro com essas fotos inéditas... Ora bolas! É claro que eu conheço essa "baratinha"!

É "a" Alfa Romeo P3 Grand Prix que pertence ao acervo do Museu Paulista de Antiguidades Mecânicas -MPAM- ou mais conhecido por Museu de Caçapava-SP ou Museu Roberto Lee.

Essa Alfa pertenceu à corredora Hellé Nice , com o qual sofreu um grave acidente em São Paulo ainda nos anos 30, sendo então recolhida ao pátio do Detran, onde ficou por muitos anos. Até que foi cedida ao nosso grande pioneiro antigomobilista, Roberto Lee, para compor seu pujante Museu durante os anos sessenta.

A história dessa Alfa P3 é formada por diversos retalhos... Quem sabe um dia alguém junte tudo. Mesmo sua estrutura ainda é polêmica, não se sabe ao certo o que é 100% original ou o que já foi alterado (talvez para melhor performance na época, ou em função de seu acidente), tanto é que por vezes é tida como sendo do modelo Monza.

Vejam mais sobre Hellé Nice: http://www.antyqua.com.br/artigo41.php

Atualmente a P3 se encontra no galpão da "Fazenda Esperança", sede do Museu, na cidade de Caçapava-SP.

Devo dizer que sou um grande fã do Roberto Lee e do MPAM -mesmo nunca tendo feito referência à ele aqui nesse espaço, propositalmente. Daí, a minha grande satisfação em encontrar essas duas fotos, onde pode-se ler no cartaz pregado na parede: Visite o Museu Paulista de Raridades Mecânicas em Caçapava-SP.
Essa mesma Alfa Romeo P3 Grand Prix aparece na imagem abaixo nas instalações do Museu. A foto é de 2004 e pertence ao João Simonetti. O estado atual é bem pior que o retratado nessa imagem, uma grande lástima. Em contrapartida, o Willys Capeta que aparece à esquerda da foto está à salvo na Fundação Memória do Automóvel, em Brasília-DF; muito bem cuidado por Roberto Nasser, que por sua vez, foi um discípulo do Lee.
guilhermedicin@hotmail.com

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Concessionária Alfa Romeo 1974 -Inauguração ...


Inauguração da concessionária Alfa Romeo, de Mário Olivetti, em 1974 na cidade e Petrópolis-RJ.
Estacionado em frente à nova representante, o recém lançado Alfa Romeo 2.300 e, na vitrine, um monoposto de corrida. É dedutível que seja também um Alfa, mas não sei qual.
Essa foto foi cedida por Pedro Henrique Baleiro e está em seu blog, o http://puntata-taco.blogspot.com/.

domingo, 25 de abril de 2010

Caravana da Integração Nacional ...

No último 21 de Abril, comemorou-se os 50 anos de Brasília, a nossa Capital Federal.

Brasília é o monumento maior do governo de Juscelino Kubistchek. Mas, dois meses antes de sua inauguração, a cidade recebeu a visita e o festejo de outra grande conquista do governo JK: a indústria automobilística!

Havia surgido a ideia em realizar uma grande caravana de automóveis produzidos no País, saindo das regiões dos quatro pontos cardeais e encontrando-se no centro do País, na mais nova cidade: Brasília.

A caravana do Sul saiu de Porto Alegre-RS percorreu 2.200 Km.
A caravana do Oeste saiu de Cuiabá-MT e percorreu 1.100 Km.
A caravana do Norte saiu de Belém-PA e percorreu 2.220 Km com muita dificuldade através da rodovia Belém-Brasília.
A caravana Leste teve a largada inicial do Rio de Janeiro e percorreram 1.200Km, porém, seus integrantes haviam partido antes de São Paulo.

As quatro caravanas encontraram-se no dia 02 de Fevereiro de 1960, sob um dia de chuva. Juscelino os recepcionou: descendo de seu helicóptero, entrou em uma das 25 Romi-Isettas que vieram rodando na Caravana Leste. Então, o grupo de 130 automóveis brasileiros e 287 expedicionários desfilou pelas ruas da Brasília ainda não inaugurada.

Foi uma viagem épica naquele que assumia ser um grande país, gerido por um grande presidente.

Na imagem acima: Kombi, DKW-Vemag, Simca Chambord, Chevrolet Brasil, Internacional, Rural, Vw Sedan, desfilando pelas avenidas daquela grande cidade. Ao fundo, os prédios dos ministérios.

Na foto abaixo, a Caravana Leste em frente ao Palácio do Catete no Rio de Janeiro prontos para a largada.
Aparece na foto: Rural Willys, três Simca Chambord, Toyota Land Cruiser, Kombi e Vw Sedan sob a bandeira com as cores verde-amarelo.
Acima, os utilitários perfilados.

O ônibus que aparece na foto é muito bonito. Um FNM encarroçado pela Caio, com um grande "cuore" frontal ao lado do caminhão Mercedes "bicudinho" e dos "Cara-Chata". Ao fim estão os Internacional Harvester.
Acima, parte do "rabo de peixe" da Simca Chambord, o Jeep Willys em destaque, atrás a Rural Willys, seguido por uma Chevrolet Amazonas.

Abaixo, fileira de Willys.
A coluna Norte passando por diversos atoleiros para chegar à nova capital federal brasileira.

Essas fotos pertencem ao acervo do "O Globo" e, mais pode ser visto através do link para a coluna do Jason Vôgel, que é http://oglobo.globo.com/economia/carroetc/mat/2010/04/20/brasilia-quilometro-zero-caravana-da-integracao-nacional-viagem-pioneira-nova-capital-916394368.asp#coment indicado pelo Juliano Dalla Rosa .
guilhermedicin@hotmail.com

sábado, 24 de abril de 2010

Pontiac De Luxe Custom Catalina 1953 ...

Nova foto anexa, mostrando a participação do Pontiac 1953 na família Wahrlich.
A imagem é de 1978 e nela estão a esposa e a filha do Tato muito bem acompanhadas do Pontiac agora restaurado. Caros amigos, tenho a satisfação em apresentar aqui o maravilhoso Pontiac De Luxe Custom Catalina 1953, único no país, pertencente ao acervo do museu Tatos Garage.
Esse Pontiac teve sua restauração dada por concluída há poucas semanas pelo Carlos Eduardo Wahrlich, o Tato, proprietário do veículo há mais de três décadas.

Fotos desse mesmo carro em 1979 foram apresentadas no post Tatos Garage 1975 & 1979 ...07 & parte da restauração dele pôde ser vista no post Tatos Garage ...06 daquela matéria especial que o AntigosVerdeAmarelo fez para comemorar a inauguração do Museu a apresentá-lo.

Esse exemplar voltou à cor em que saiu de fábrica. Uma tonalidade aplicada apenas nos Pontiac "Custom Catalina" e que carrega uma peculiaridade: sob a forte luz solar, parece branco; em outra circunstância, um tom mais puxado para o creme; e em outra intensidade de luz, a tonalidade fica mais esverdeada. Como diz o próprio Tato: "a fábrica sabia o que fazia!".
Daí a grande satisfação em ver esse carro voltar à cor em que saiu de fábrica e, originalíssimo!

O nome dessa cor é Laurel Green over Milano Ivory.
Aqui fica a dica para quem tem dúvidas em qual cor pintar seu carro na hora da restauração: a cor original! Nessa restauração o Pontiac recebeu vidros verdes, que deram ao carro uma beleza sem igual. Mas o mais interessante ainda, é a história que há nisso. No meio dos anos setenta, o Tato avistou à beira de uma estrada um Bel Air 1954, bastante deteriorado, mas com os todos os vidros verdes e intactos! Interessado nos vidros, já que possuía carros semelhantes, comprou o automóvel e cuidadosamente retirou o que lhe interessava, guardando-os então durante todos esses anos, para que pudessem ser colocados agora nesse Pontiac Catalina 1953.

Imaginem comigo, a visão de futuro que é preciso ter para ter aproveitado aquela oportunidade, o cuidado para ter preservado esses vidros por tanto tempo... Imaginem quantas vezes ao ver os vidros guardados, o Tato sonhou com a hora em que iriam para o carro? E agora nesse momento, vê-los embelezando e abrilhantando esse belo resultado final, mostrando que o amor ao automóvel e a arte de colecioná-los acompanha uma pessoa durante toda a vida.

Nessa restauração, o Pontiac também recebeu frisos OKm, comprados nos EUA, deixando-o assim, definitivamente em estado de recém saído da linha de produção.

Abaixo, foto da bateria Delco, de seis Volts que era do próprio Pontiac e que agora voltou ao seu motor, deixando-o invejavelmente original.

Todo o interior foi refeito dentro dos padrões originais. Realmente lindo.Para o feliz resultado dessa empreitada, o Tato dá créditos ao seu filho, Carlos Francisco Wahrlich; à ajuda do amigo de longa caminhada, o Paulo Guarino e à toda a equipe de profissionais envolvidos nesse processo.
E eu, fico muito contente em ter podido acompanhar essa restauração -ainda que à distância- e mais ainda, em poder compartilhar com todos os visitantes desse blog.

Abaixo, uma imagem do Pontiac De Luxe Custom Catalina 1953 pouco antes de entrar em restauração.Vale lembrar que o endereço do museu Tatos Garage é: Av. Benjamin Constant, número 1470, cidade de São Francisco de Paula-RS.

Porém, chegando à cidade, há o "Centro de Informações da Cidade" na avenida de entrada, onde o visitante será orientado a encontrar o Museu.
O Tatos Garage recebe visitação aos finais de semana e feriados, das 10:00 às 12:00hs e 14:00 às 17:00.

guilhermedicin@hotmail.com

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Ford Gálaxie & família ...

Essas fotos foram enviadas pelo Navarro Heitor Zonta, que diz ter tido um tio bastante rico, Hermindo P. Roveda, e que teve na época diversos Gálaxie e seus derivados no Rio Grande do Sul.
Na primeira imagem, um Ford LTD 1969, na cor Vermelho Meteoro e com vinil preto.
Abaixo, um LTD Landau 1972, modelo 1973, na cor Turqueza Mônaco metálico e com o vinil cor areia em um desfile.

Provando a distinção da família Gálaxie, os modelos do "Tio" eram sempre requisitados para levar as noivas da família à igreja.
Acima, Landau 1979 na cor Cinza Executivo metálico.

guilhermedicin@hotmail.com

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Tupã-SP & automóveis à calçada ...

Fotos da cidade de Tupã-SP. Possivelmente, todas da década de cinquenta.
Na foto acima, um automóvel Ford 1938 adaptado às necessidades de seu proprietário que o cortou ao meio, transformando-o em uma picape, contrastando com a charrete.
Acima, a traseira de um Mércury 1946/48 em frente à "Arte Foto".
Abaixo, destaque para o Ford 1933 sete janelas, devidamente rotulado de "Casa Malacarne" e, a picape Ford F-1 1949.
Essas fotos foram enviadas pelo Leonardo Ruiz Casemiro.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Poços de Caldas & Bel Air em duas épocas ...


Há dois dias, coloquei fotos de Brazópolis-MG em duas épocas. Hoje, o cartão postal é na cidade de Poços de Caldas, também sul de Minas.
Se fosse apenas a imagem antiga, colorida e com o lindo Chevrolet Bel Air 1956 OKm à beira da represa, já seria muito interessante. Porém, podemos comparar o local com uma foto atual, que conta até mesmo com um outro Chevrolet Bel Air, mas 1955 e quatro portas.
As fotos foram enviadas pelo Rubens Caruso Jr., que diz: "Esse local da foto é um clube náutico à beira da Represa Bortolan, que já teve seus dias de glória -um Belair 1956 zero, sem placas, mais as lanchas ali encostadas demonstram certa nobreza. Hoje o espaço está meio devagar".
Lindo cartão postal e mais interessante ainda a comparação com os dias atuais.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Águas de Lindóia -2010 (2) ...

Águas de Lindóia-SP.
Tinha estado lá no Sábado, voltei hoje na Terça, pré-feriado. Me parece que o feriado n'uma Quarta-feira afetou profundamente o Evento. É muito ruim perder um dia útil.
O clima hoje era de fim de feira... Para o que se costuma ver no encontro de A.Lindóia, havia pouca gente e poucos carros! Muitos já bateram em retirada hoje, mesmo o encerramento sendo amanhã ao meio dia. Existiam vazios no gramado que acho que não foram preenchidos...

Na feira de peças, não foi raro encontrar um stand muito grande e vazio. Deu tempo até para vendedor dar uma volta pelo evento, o que é um mal sinal... Não perguntei à nenhum, mas as fisionomias eram de desânimo.
Havia também muita barraca vendendo artigos pouco ou nada relacionado à carro antigo e, muitas outras especializadas em não-originais.

Grande parte dos gramados eram ocupadas por norte-americanos dos anos 70 recém importados que faziam até fileira.
Havia também muitos hot rod's, mas não fui ver.

Contudo, ainda foi possível enxugar e encontrar ótimos carros.
É claro que nem todos estão nas fotos mas, vejam o Ford Fairlane Skyliner 1958 nas duas primeiras imagens, lindíssimo! Esse é o modelo em que abre-se a tampa do porta-malas e o teto se retrai para dentro dele, tornando-o um belíssimo conversível.

Na foto abaixo, o Facel Vega, estrela de Araxá-MG.
Uma bela barata! Riley 1950.
Abaixo, Studebaker Commander 1938 à venda.Trê Ford 1934 em três modelos: Roadster conversível, modelo três janelas e cinco janelas (à esquerda).
Abaixo, duas Mercedes descansando sob a sombra.Um lindo modelo: Oldsmobile sedanette 1949, acompanhado na segunda foto por um Chevrolet 1954.
Abaixo, os novos brasileros: Lincoln... Da mesma safra de tantos outros Mustang, Camaro, Corvette...Ford 1951, modelo conhecido como "bundudo".
Abaixo, a picape Studebaker R-6 1952.Três Rural... deram boas fotos.
Bem como os Volkswagen, radicalmente originais!
E quem disse que carro com grande escala de produção não é interessante quando original? Estão aí os Fuscas, Passat, Brasília e Gol 1980, já com placa preta.Chevrolet Opala 1975, cor Azul Firmamento.
Abaixo, Ford Maverick GT, com as rodas e calotas originais.Acima, Ford Corcel 1979, muito liso e já com placas pretas.
Abaixo, Corcel Belina, impecável e à venda.Acima, o Concorde. Raro brasileiro fora de série.
Abaixo, mais um carro interessante à venda. Um Buick 1928. Ótimo projeto!
guilhermedicin@hotmail.com