terça-feira, 20 de abril de 2010

Águas de Lindóia -2010 (2) ...

Águas de Lindóia-SP.
Tinha estado lá no Sábado, voltei hoje na Terça, pré-feriado. Me parece que o feriado n'uma Quarta-feira afetou profundamente o Evento. É muito ruim perder um dia útil.
O clima hoje era de fim de feira... Para o que se costuma ver no encontro de A.Lindóia, havia pouca gente e poucos carros! Muitos já bateram em retirada hoje, mesmo o encerramento sendo amanhã ao meio dia. Existiam vazios no gramado que acho que não foram preenchidos...

Na feira de peças, não foi raro encontrar um stand muito grande e vazio. Deu tempo até para vendedor dar uma volta pelo evento, o que é um mal sinal... Não perguntei à nenhum, mas as fisionomias eram de desânimo.
Havia também muita barraca vendendo artigos pouco ou nada relacionado à carro antigo e, muitas outras especializadas em não-originais.

Grande parte dos gramados eram ocupadas por norte-americanos dos anos 70 recém importados que faziam até fileira.
Havia também muitos hot rod's, mas não fui ver.

Contudo, ainda foi possível enxugar e encontrar ótimos carros.
É claro que nem todos estão nas fotos mas, vejam o Ford Fairlane Skyliner 1958 nas duas primeiras imagens, lindíssimo! Esse é o modelo em que abre-se a tampa do porta-malas e o teto se retrai para dentro dele, tornando-o um belíssimo conversível.

Na foto abaixo, o Facel Vega, estrela de Araxá-MG.
Uma bela barata! Riley 1950.
Abaixo, Studebaker Commander 1938 à venda.Trê Ford 1934 em três modelos: Roadster conversível, modelo três janelas e cinco janelas (à esquerda).
Abaixo, duas Mercedes descansando sob a sombra.Um lindo modelo: Oldsmobile sedanette 1949, acompanhado na segunda foto por um Chevrolet 1954.
Abaixo, os novos brasileros: Lincoln... Da mesma safra de tantos outros Mustang, Camaro, Corvette...Ford 1951, modelo conhecido como "bundudo".
Abaixo, a picape Studebaker R-6 1952.Três Rural... deram boas fotos.
Bem como os Volkswagen, radicalmente originais!
E quem disse que carro com grande escala de produção não é interessante quando original? Estão aí os Fuscas, Passat, Brasília e Gol 1980, já com placa preta.Chevrolet Opala 1975, cor Azul Firmamento.
Abaixo, Ford Maverick GT, com as rodas e calotas originais.Acima, Ford Corcel 1979, muito liso e já com placas pretas.
Abaixo, Corcel Belina, impecável e à venda.Acima, o Concorde. Raro brasileiro fora de série.
Abaixo, mais um carro interessante à venda. Um Buick 1928. Ótimo projeto!
guilhermedicin@hotmail.com

4 comentários:

  1. Guilherme, bem colocada a sua observação sobre os "novos brasileiros", muito bem ilustrada pelo insosso Lincoln 79. O que leva alguém a comprar um carro assim? Simples, ele chega no Brasil por 30-35 mil, bem menos do que o que se anda pedindo pelos clássicos nacionais e, olhando-se pragmaticamente, são carros muito superiores. A mesma lógica para meu MGB, paguei por ele preço de Puma conversível e não dá pra comparar...
    Hora do comércio de antigos nacionais cair na real.

    ResponderExcluir
  2. Onde se lê são carros muito superiores" no comentário acima, leia-se "é um carro muito superior".
    Sobre o encontro, um amigo esteve lá no Domingo e teve a mesma impressão de espaços vazios entre os veículos em exposição.

    ResponderExcluir
  3. Realmente a escolha da data para realização do evento deixou a desejar.
    Isso deixou muitos espaços vazios e a frequencia do publico tambem foi menor do que nos anos anteriores.
    Mas alguns bons carros salvaram a grande festa que no fundo, no fundo sempre acaba acontecendo, com a alegria que predomina entre expositores, colecionadores, vendedores e todos que dela paricipam.
    O Cord que merecidamente levou o premio de The Best é um bom exemplo de carro que "salvou" a grande festa.
    Assim como o tambem premiado FNM Onça, raro exemplar que ganhou como melhor carro nacional, recebendo o premio José Everardo Cosme.

    ResponderExcluir
  4. Eu até achei que estava muito cheio o sábado, para o primeiro dia. No domingo, eu não vi, mas soube que estava lotado. Segunda e terça já era esperado, debandada geral, grama ao sol.
    Mas como se vê nas fotos do Guilherme, a festa foi boa. Guiherme não deve ter tido tempo de fotografar ou não estava mais lá o Ford 36 conversível verde que estava junto aos 34 acima. Coisa lin-da. Não troco pelo Cord, Onça, Vega e por aí vai.

    ResponderExcluir