quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

VW Karmann - Ghia TC 1976 - Tatos Garage ...

Tem novidade no salão do Museu Tatos Garage: um ícone da Volkswagen do Brasil, Karmann - Ghia TC. Este modelo é um 1976, na vibrante cor "Amarelo Manga".

O carro pertence ao Carlos Eduardo Wahrlich, o Tato, desde 1988. Antes disso, já havia passado por suas mãos dois outros Karmann-Ghia TC "de uso" - este foi o terceiro e o escolhido para fazer parte de sua coleção de carros.

O primeiro KG TC e este mesmo veículo aqui apresentado já apareceram no AVA, reveja as fotos aqui.
Depois da incorporação ao acervo, lá em 1988, este Karmann-Ghia TC 1976 passou mais de 20 anos em hibernação!
O Karmann-Ghia TC é uma evolução do modelo clássico dos Karmann-Ghia, projeto brasileiro e sem comparativo em todo o mundo.
Uma unidade brasileira está em exposição no museu da VW na Alemanha.

No Brasil, devo dizer que o melhor acervo de carros antigos pertence ao Museu Tatos Garage. Lá está uma grande variedade de nacionalidades, décadas e modelos; de europeus, norte-americanos e brasileiros; todos restaurados com um esmero almejado e admirado por todos.

E se há no Brasil outros acervos com maior número de carros e também de carros muito importantes, devo lembrar-lhes que o Tatos Garage é aberto ao público! Ou seja, você está convidado a usufruir deste grande esforço e paixão de vida, e este é o grande diferencial, que faz do Tatos Garage o melhor acervo do Brasil: compartilhar com quem aprecia da mesma paixão pelos automóveis em um ambiente acolhedor, confortável e super didático.
Nas duas primeiras fotos, o resultado final do VW KG TC 1976 Amarelo Manga, já restaurado e exposto no salão do Tatos Garage lado a lado a outras bólidos nacionais: FNM Timb e Dodge Charger R/T.
Na foto acima, ainda em fase de desmontagem, no início do processo de restauração, enquanto saía da oficina o Ford Mustang GT SportsRoof 1969, que também teve a sua restauração compartilhada conosco e agora também encontra-se exposto. Reveja a postagem aqui.



Já desmontado, o resgate da tonalidade original do "Amarelo Manga" e a prova de testes da nova tinta. Substituição de partes e pontos alcançados pela corrosão, problema bastante comum nos carros nacionais dos anos setenta...
Toda a pintura foi decapada e deixado "na lata", que por sinal, é muito lisa.



Abaixo, já coberto com a primeira demão do fundo. E... a pintura! E como sempre, a melhor parte do processo de restauração é a montagem, a reta final, de quando o carro vai ganhando a cara de vida nova.



Nestas fotos, o Tato já nos dá a dica de qual está sendo a "restauração do momento", em sua oficina de sonhos.



Nestas fotos, o VW Karmann-Ghia TC 1976 como quando saiu da fábrica da Karmann-Ghia do Brasil: OKm. Aliás, a montagem do carro foi feita com peças novas originais! parachoques, farois, lanternas, grades, frisos, rodas, calotas, pneus... tudo novo!
Abaixo, fotos na área externa do Museu antes de ir para a apreciação do público.



Um resultado espetacular.



Mesmo estando emplacado e com o certificado de originalidade (foto abaixo), o Tato optou por manter no carro as placas amarelas que sempre o acompanharam, sinal de muito bom gosto e evidência do pedigree deste imaculado exemplar.
Acima, publicidade de época: "Cadê a 4.° via?".



Participaram de mais esta exemplar restauração o Carlos Francisco Wahrlich, filho; Diogo Pinto Monteiro e Felipe Silveira da Silva.



--> O Museu Tatos Garage está localizado em São Francisco de Paula -RS, Av. Benjamin Constant, número 1470.



guilhermedicin@hotmail.com

10 comentários:

  1. Preciso URGENTEMENTE visitar o Tato !!
    Tenho uma grande amiga do RJ que também tem um KG TC, dela desde zero km., e que em breve iremos restaurar em sua condição original...
    Certamente o Tato poderá nops dar dicas valiosissimas sobre como restaurar essas jóias...
    Valeu pelas belíssimas fotos, Gui !!
    E os meus parabéns mais do que merecidos ao tato e sua família pelo zelo, atenção e extremo bom gosto e critérios na originalidade de todos os seus exemplares !!

    ResponderExcluir
  2. Que falar das restaurações do Tato...
    Mais uma jóia recuperada e preservada.
    Parabéns ao Tato e todos os envolvidos neste trabalho exemplar!

    ResponderExcluir
  3. Sensacional. Não há mais o que dizer. O melhor de tudo é que o Guilherme escreve com o mesmo entusiasmo que estamos sentindo aqui, vendo essas fotos.
    E onde ele terá conseguido as lanternas traseiras originais? Essas são raríssimas.

    ResponderExcluir
  4. Muito bonito e clássico esse trabalho de restauro,só fico pensando porque no Brasil não fazem mais estas jóias? Não tem se quer nenhum exemplar atual e nem parecido. Parabéns ao pessoal da Tato!

    ResponderExcluir
  5. Muioto legal a matéria. O carro ficou lindo, dando uma vontade danada de começar a colecionar e restaurar estas joias... Parabéns à todos os envolvidos!

    ResponderExcluir
  6. É mesmo muito empolgante, meus parabéns a todos.

    ResponderExcluir
  7. Falar das restaurações do Tato, é chover no molhado.
    Impressiona a fidelidade à originalidade, que ele coloca nesses serviços.
    Carro restaurado pelo tato é covardia...
    Romeu.

    ResponderExcluir
  8. Pessoal ,

    fico até envaidecido com as palavras carinhosas de todos vocês ,a quem agradeço muito .
    Penso que , uma vez que a equipe seja boa e ciente da procura da verdade histórica , restaurar um carro dentro dos padrões de fábrica custa o mesmo que inventar coisas subjetivas ou personalizações .
    Esse carro ficou "ibernando" por mais de vinte anos porque tinhamos que ter certeza de que não fazia parte daqueles que foram recuperados do incêndio da Karmann , que depois descobri foi aí
    por 1974 e sofremos com experiências anteriores deste evento .
    Mas os tradicionais podrinhos não progrediram nesse tempo e tocamos o carro na restauração .
    Um auto bem íntegro , além da ferrugem não houve surpresas adicionais : este auto foi adquirido com muitas peças sobressalentes novas de modo que meio caminho já estava feito .
    Grato a todos vocês, em especial ao meu querido jovem amigo Guilherme ,que nos proporciona todo esse trabalho sério , incansável e cheio de imagens inéditas no seu genial AVA .
    Abraço sincero a todos...do Tato

    ResponderExcluir
  9. fui propietari de uma kg guia 1976 precisei vender ela e meses depois a vi num desmanche nao conssegui resgatala mas confeço hoje tenho saudades dela e e dificil possuir outra abraços

    ResponderExcluir
  10. Tive uma Variant I 1972 com esta cor. Site espetacular.

    ResponderExcluir