sexta-feira, 6 de abril de 2012

Ford Custom Club Coupé 1949 ...

Mais uma beldade da garagem do Sr. Eurico Bettega: um Ford Custom Club Coupé 1949 que dividia a garagem de duas vagas com o Packard conversível das postagens abaixo.

O carro é "do ano" e, a foto colorida certamente é "kodachrome", que eram enviadas ao Panamá ou aos EUA para serem reveladas.

A qualidade da imagem, o brilho cintilante da cor metalizada e o cenário da residência ao fundo nos permite comparar a fotografia até mesmo com as publicidades de lançamento da Ford!

Foto enviada pelo Luiz Bettega.

20 comentários:

  1. Realmente parece uma peça publicitaria, com tanta qualidade.
    O carro é simplesmente lindo.
    Só uma duvida.
    Não seria um Business Coupé?
    Romeu.

    ResponderExcluir
  2. Com essa frente, acho que é um Studebaker. Não é?

    ResponderExcluir
  3. Studebaker? nãaao!

    Romeu, vamos aguardar o parecer do Nikollas Ramos?

    ResponderExcluir
  4. Gente ,
    aí temos prova da existência dos metalizados da época , maravilha que eu mesmo não vi em minha juventude .
    Pinturas de vida curta , já vi essas maravilhas pintadas de preto ,azul escuro , cinza e por aí . Uma pena . Era duco metalizado .
    Hoje temos acesso aos " color chips " originais e podemos utilizar as tintas modernas e retornar os carros às suas origens pictóricas .
    Linda foto , muito didática para nós .
    Abraço a todos ...Tato

    ResponderExcluir
  5. Com todo o respeito, mas o Sr. Eurico Bettega tinha um bom gosto pra comprar automóvel, versões marcas e modelos, e uma visão para o futuro muito apurada, registrar estes momentos para que futuras gerações pudessem ver com que qualidae se circulava de carros naquela época, e sem esquecer parabenizar a pessoa que guardou estas fotos e nos da este prazer de poder disfrutar de tamanha beleza desdes carros que marcaram época. Em Tempo: Studebaker nunca foi e nunca será. O Sr. Eurico teve algum carro nacional?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo, meu avô Eurico teve carros nacionais sim, pois como todos sabem as importações foram ficando cada vez mais difíceis e todos foram obrigados a migrar para os nacionais para o dia-a-dia, embora ele tenha sempre mantido um importado na garagem. Ele teve Fusca, DKW, Karmann-Ghia, Corcel I, um Maverick 6 cilindros 1974, depois mais dois Mavericks V8 Super Luxo automáticos, um 1974 e um 1976, que ficaram com ele até ele falecer, em 1984 e estão conosco até hoje. Abraços.

      Excluir
  6. Creio que o Romeu tem razão, é um Business Coupé, com portamalas maior para agradar aos comerciantes que viajavam levando seus produtos (daí o nome). Sobre a foto, nem há o que comentar. Nem a Ford americana deve ter uma tão bonita!

    ResponderExcluir
  7. Que fotos SENSACIONAIS!!!

    Sobre a dúvida do Romeu, posso tentar ajudar.
    Os Ford "Shoebox" 1949-1950-1951 foram produzidas com 3 tipos básicos de carrocerias:
    - Sedan 4 portas (Fordor) que tinham as versões 'Custom DeLuxe' (mais luxuosa) e a mais simples 'DeLuxe';
    - Sedan 2 portas (Tudor), semelhante ao Fordor mas com duas portas e disponível nas mesmas versões (esta carroceria foi também utilizada nos 'Crestliner' 1950 e 1951 e era ainda a base para as 'Station Wagon');
    - Coupé (comumente chamados "rabudos" no Brasil por possuirem o porta malas maior e mais proeminente em desfavor do espaço no banco traseiro) disponível nas versões 'Custom Deluxe Club Coupé' (mais luxuoso) e 'DeLuxe Business Coupé' (mais simples e destinados aos vendedores e homens de negócios que necessitavam de espaço no porta malas e normalmente viajavam sózinhos). Baseados nessa última carroceria eram derivados o 'Custom DeLuxe Convertible Coupé' e posteriormente, em 1951, o 'Victória', um coupé mais esportivo, sem colunas e teto rígido lembrando um conversível e com maior área traseira envidraçada num contra-ponto aos Belair da Chevrolet.

    A foto do carro do Sr. Eurico Bettega é com certeza um Ford Custom DeLuxe Club Coupé de 1949.

    Aproveito a oportunidade para parabenizar ao conterrâneo Luiz Bettega pela guarda e compartilhamento desta sequência sensacional de fotos e ao Guilherme por nos proporcionar este espaço, fazendo minhas as palavras do amigo Tato no comentário acima.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Irapuã,
      Tenho ainda muitas outras fotos para serem digitalizadas e enviadas para o nosso amigo Guilherme.
      Você tem toda a razão quanto ao modelo do Ford 49 do meu avô: Custom DeLuxe Club Coupé.
      E, se não me engano, a base do Ford Victória era o Conversível, no qual a fábrica adaptou uma capota rígida.
      Abraços,
      Luiz Bettega

      Excluir
  8. Irapuã, resolvida a questão. Obrigado pela aula.

    Abraços,

    ResponderExcluir
  9. Ok! Tambem considero resolvida a questão.
    Mas o Ford Vitória de 51 não tinha a carroceria "rabuda" e sim a carroceria do modelo 2 portas.
    Ou estou enganado?
    Romeu.

    ResponderExcluir
  10. Romeu,
    Não posso precisar no momento, teria que pesquisar. Porém tenho na memória que a base era a dos coupés. Lembrei desta excepcional arte do grande Dan Palatnik, onde estão ilustradas e podem-se comparar as diferentes carrocerias.

    http://garagemdigital.blogspot.com.br/2010/05/fords-1951.html#comment-form

    Dan é extremamente preciso em suas proporções mas mesmo na figura é difícil cravar um veredicto definitivo. Mesmo assim deixamos a questão em aberto até confirmação.

    Grande abraço a todos!

    ResponderExcluir
  11. Claude Fondeville11 de abril de 2012 14:24

    Será queo Sr. Eurico Bettega teve algum carro europeu para completar esta bela coleção ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Claude,
      Meu avô e meu pai tiveram, sim, carros europeus.
      Foram eles um MG-TD 1951, um Jaguar XK 120 roadster 1952, uma Mercedes-Benz 190SL 1956 e uma Mercedes-Benz 220S 1956.
      Temos fotos de todos eles.
      Depois, eles voltaram para os americanos.
      Abraços,
      Luiz Bettega

      Excluir
  12. Meus amigos ,
    No caso se trata de um Customline Club Coupe 1949.
    A série Crestline era o topo de linha e o Victoria foi lançado em fevereiro de 1951 .
    Anteriormente , esses novos "sem coluna" eram os normais sedan duas portas com diversos motivos decorativos exepcionais , desde 1950 até jan . 1951 , tais como os frisos e cores de contraste quase exótico , tetos de vinil , interior de couro , carpetes , supercalotas e outras amenidades .
    Em 1949 , porém , pelo que lembro , a serie Crestline tinha o conversível e a Country Squire station wagon .
    Com o lançamento dos Bel Air da concorrência , em 1950 , a Ford foi surpreendida e não deu para o "tooling" dos sem coluna para concorrer na hora : daí os Customline two door sedan super enfeitados entrarem nesta serie ( Crestline - raríssimos )até a chegada dos Victoria .
    Algo similar ocorreu com os Mercurys e Lincolns ( com a carroceria dos Mercs ).

    Abraços a todos.....do Tato

    ResponderExcluir
  13. Grande Tato, obrigado por sua contribuição ao assunto.

    Realmente os "Crestliners" foram criados no entremeio do lançamento dos Belair até que a Ford pudesse lançar seu contra-ponto (Victoria) em 1951, e eram top de linha dos anos 50-51 (apenas) com seus acessórios e visual diferenciado. Raros, tem-se conhecimento de apenas dois no Brasil, um de cada ano, nenhum totalmente restaurado.
    Entre 49 e 50, se não falha a memória, a denominação das configurações era simplesmente "Custom" (para modelos Fordor, Tudor e Coupé/Club Coupé). A denominação "Customline" foi criada a partir dos modelos de 1952, assim como a nova linha "Crestline"(sem o R), degraus superiores em acabamento aos "Mainline".

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Ler essa sequência de posts vale por uma pós-graduação em Shoebox. Parabéns a todos!

    ResponderExcluir
  15. Olá ,
    correto Irapuã !
    Abraço....Tato

    ResponderExcluir
  16. Boa noite caros amigos. Já conversei com o nosso amigo Nick por e-mail. Aprecio realmente os shoebox. Um dos crestliners aos quais se referem e o meu: um Crestliner 1951 com caixa overdrive de serie, que pretendo iniciar a restauração completa em breve. O carro sr encontra no RS, mas pretendo traze-lo para MS onde moro há mais de 10 anos. Adquiri nesse meio tempo um chevrolet fleetline 1952 e um ford fairlane victoria 1955. Também tenho um ford custom club coupe 1949 com mecânica 6 cilindros e cambio overdrive originais de fabrica. Vou com certeza precisar da ajuda de vocês para que dêem dicas para a restauração. Fico satisfeito que tenham amigos que tambem admitem os shoebox e zelem pela conservação dos mesmos. O Mick acredito que já colocou pra funcionar seu custom 51 4 portas. Um abraco a todos.

    ResponderExcluir
  17. Sempre aprendendo...interessante as perguntas(aprende-se também) ,quanto as respostas/comentários trazem muitas informações super interessantes.Enquanto isto vou completando meu fordor 49 (era doador)
    Mas com perseverança estou chegando lá (peças raras Floor Model ,ferro velhos do USA/Canada)o resto fica "fácil" existe no mercado USA....seis anos correndo atrás;garimpando informações(ambíguas/errôneas/verdadeiras)...mas se consegue.
    Parabéns a todos que fizeram perguntas e as respostas.

    ResponderExcluir