quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Dodge Charger R/T 1971 ...

-Critique o american way of life: "Dentro deste carro".
Esse era o slogan de lançamento do Dodge Charger R/T 1971.
O primeiro ano do esportivo nacional mais cobiçado dos anos setenta foi a grande sensação da época.
O esportivo do Dart cupê foi reverenciado por toda a mídia, como a revista Quatro Rodas, que o colocou na capa da edição especial do Salão do Automóvel, de Dezembro de 1970 (de onde aliás, vem o anúncio da primeira foto); bem como a revista Auto Esporte -também do mesmo Salão do Automóvel.O Charger R/T 1971 foi também a estrela do filme Roberto Carlos a 300KM/h.
Após essa estreia retumbante, o Charger R/T 1971 também caiu no limbo dos automóveis nos anos seguintes... Com a crise do petróleo logo em 1974, a busca por automóveis mais econômicos e depois com a descontinuação da Chrysler no Brasil, os Dodge desvalorizaram-se demasiadamente, fazendo fila nos ferros-velhos. E os R/T 71 com suas cores e faixas extravagantes, não passaram ilesos...
Após esse período, já no fim dos anos noventa pra cá, o autos nacionais ocuparam posição de destaque no gosto dos colecionadores.
E no topo dessa pirâmide, está ele: o Dodge Charger R/T 1971!
A segunda foto é uma releitura da propaganda de lançamento.
-A unidade aqui apresentada é umas das 600 e poucos produzidos (não me recordo de cabeça, nem encontrei, quem souber, pronuncie-se), e também é uma das 16 (!!!) sobreviventes.
-Haviam quatro cores para os R/T 1971: Amarelo Boreal (carro da foto, e a cor mais emblemática), Verde Tropical (Paraíso Tropical ), Cinza Bariloche e Vermelho Etrusco.
guilhermedicin@hotmail.com

8 comentários:

  1. Como nossas ruas eram mais alegres!!!

    ResponderExcluir
  2. Depois do Simca/Esplanada/Regente este é minha segunda paixão de consumo. Um dia chego lá.
    Obrigado por colocar a foto no post em 11/11/09.
    Sérgio Luiz Donadel - Barra do Garças - MT

    ResponderExcluir
  3. olá amigo

    tudo bem ?

    não conhecia seu site, parabens, muito bom.

    visite o meu: www.degennaromotors.blogspot.com

    abraço, Fernando Gennaro

    ResponderExcluir
  4. Esse Charger das fotos é de um grande e antigo amigo, que o encontrou em Belém do Pará, abandonado dentro de um prédio que abrigava uma antiga concessionária Chrysler da cidade.
    Me parece que ele pertenceu a um fazendeiro famoso na região, e que o mesmo mandou fazer revisão e um serviço completo de funilaria, e ao retirar o carro, não concordou com o preço pedido pelo conserto. Disse que iria levar o carro de qualquer jeito, e o dono da loja não permitiu...O carro ficou parado no mesmo local de 1972 até quando meu amigo achou o que restou dele, em fins dos anos 90...Apesar da demora e da falta de cuidados pelo abandono, acabou sendo uma verdadeira cápsula do tempo, e que teve a sorte de encontrar alguém abnegado o bastante para restaurá-lo nos mínimos detalhes, pagando esse tributo a uma lenda, eternizada pelo rei Roberto carlos no filme "RC a 300 km/h".
    E por incrível que possa parecer, os Chargers 71 Boreal foram os que mais aparecem no atual resgate às raridades,seguidos de perto pelo Verde Tropical, e a cor mais rara acabou sendo o Vermelho Etrusco, que por sinal é a minha combinação predileta.

    Fraterno abraço a ti e ao dono do Charger,grande amigo, parceiro, conhecedor e entusiasta da marca,

    Mário Buzian - Ivoti/RS

    ResponderExcluir
  5. esse e o carro do rei roberto carlos eu eu chamo de: ROBERTO CARLOS CHARGER 300 !!!
    (apenas os amarelo boreal)

    em homenagem ao filme roberto carlos a 300 quilometros por hora.

    VERMELHO ETRUSCO
    AMARELO BOREAL
    CINZA BARILOCHE
    VERDE TROPICAL

    so falta achar um charger LS verde tropical.

    ResponderExcluir
  6. Sem dúvida um ícone do automóvel no Brasil...tive um de 1971 vermelho que me encheu de emoções e com ele passei bons momentos,agora vivo em Portugal,tenho bons carros , mas o Charger é uma lenda que um dia comprarei de novo no Brasil.

    ResponderExcluir